FIQUE POR DENTRO

9/4/2015
Método de Avaliação - Diferenças entre Raízes

PRODUTOR: Luiz Fornari
ATIVIDADE: Geração PRO/avaliação
MUNICÍPIO: Cascavel-PR (780 m)

Regional: Cascavel - DKB
RTV: Rozeval Mendes Landgraf
GR: Fabio H. Roberto

Comparamos os volumes de cada rizosfera de duas diferentes tecnologias, VT PRO3® x tecnologia concorrente de 1ª  geração. Utilizamos um balde transparente graduado em litros para poder medir a quantidade de raízes que cada tecnologia aderiu do solo e, por consequência, terá uma melhor absorção de água e nutrientes.   
A coleta das plantas foi realizada no dia 31/3/2015 em estádio fenológico de pleno florescimento e polinização. 
As plantas foram arrancadas manualmente, com cuidado para não haver perdas de raízes secundárias. Tiramos o excesso de solo, palha e outras impurezas para não contaminar os resultados.  

Veja imagem abaixo:

 

Colocamos as raízes dentro dos baldes e completamos com água em todas as plantas. Usamos como referência a marca de 11,3 litros em todos os híbridos para podermos depois verificar as diferenças de cada teste. Após tirar as raízes dos baldes, restava o volume de água necessário para completar os 11,3 litros. Então, obviamente, a amostra que necessitasse de menos água para completar os 11,3 litros seria a planta com maior volume radicular e, consequentemente, a melhor para absorção de água e nutrientes. 
Veja abaixo:

Amostra 1
Concorrente
Volume de raiz: 1,3 litro (sem lavar)

 

Amostra 2

DKB290PRO3
Volume de raiz: 4,0 litros (sem lavar)